Untitled Document
Untitled Document
Reitoria
Graduação
Pós-Graduação
Serviços
Biblioteca
Estrutura
Localização
Vestibular
Medicina
Jogos
Empresa Júnior
 







 
Untitled Document
Untitled Document
Metodologia ativa reduz reprovação de alunos de engenharias para 1,8%
Método consiste na mudança do centro do processo de ensino e aprendizagem, passando do professor para o aluno
 
22/05/2017 - 10h - D.C.

Pioneira na introdução de metodologias ativas no UniSALESIANO de Araçatuba, a Engenharia viu cair a reprovação de seus alunos nos últimos anos. Como exemplo, na disciplina de Elementos de Máquinas e Sistemas Mecânicos, antes de 2015 a média de desaprovação era de aproximadamente 30% nas provas de conhecimento. Atualmente, gira em torno de 1,8%, segundo o professor Fernando Gabriel Eguia Pereira Soares, titular das disciplinas piloto.

“As aulas se tornaram mais interessantes, pois os alunos estão sempre criando novos projetos. Vimos um bom rendimento dos acadêmicos e isso quer dizer que eles assimilaram o conteúdo”, explicou o coordenador dos cursos de engenharias (Mecatrônica, Elétrica e Mecânica), Nelson Hitoshi Takiy.

A metodologia ativa na área de engenharia consiste na introdução da disciplina concomitantemente à aplicação de projetos a serem elaborados em grupos. “É a chamada sala de aula invertida, onde o aluno pratica a execução do projeto, pesquisando a teoria e se informando sobre o assunto. Isso o motiva”, ressaltou Takiy.

As metodologias ativas na área de engenharia consistem na introdução de novas formas de ensino através de diversas técnicas, como aprendizagem baseada em equipes (tbl); aprendizagem baseada em projetos (pbl); aprendizagem baseada em problemas (pbl); além do método de estudo de caso. “Isso motiva os alunos e permite que assimilem os conteúdos de forma mais fácil e com resultados significativos”, disse Eguia.

STHEM BRASIL

O UniSALESIANO investe na inovação da aprendizagem desde 2014, quando passou a fazer parte do Consórcio STHEM Brasil – Laspau, instituto filiado à Universidade Harvard, nos EUA.

Todos os anos é promovida no UNISAL Lorena – Centro Universitário Salesiano de São Paulo, a formação de professores em metodologias ativas do ensino de 46 instituições de ensino superior consorciadas, dentre elas o UniSALESIANO de Araçatuba.

As aulas são ministradas por especialistas dos EUA e do Canadá. Trata-se de uma iniciativa inédita no Brasil com o objetivo de capacitar professores em metodologias de ensino inovadoras amplamente utilizadas nas melhores universidades do mundo.

O coordenador da engenharia do UniSALESIANO, Nelson Hitoshi Takiy, explica que já foram formados 15 professores da instituição desde 2014. Neste ano, mais três docentes participarão do evento, que acontece entre 22 e 26 de maio. São eles: Aline Emy Takiy de Oliveira (engenharia), Helton Simoncelli (direito) e Anderson Kanegae (tecnologia). No total serão 150 professores participantes. “O que eles assimilam nestes treinamentos, multiplicam para os demais professores da Instituição, durante uma semana de treinamento”, explicou.

--
 
Untitled Document
 
 
 


Untitled Document
© 2003 - 2015 | Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium - Todos os Direitos Reservados eXTReMe Tracker