Untitled Document
Untitled Document
Reitoria
Graduação
Pós-Graduação
Serviços
Biblioteca
Estrutura
Localização
Vestibular
Medicina
Jogos
Empresa Júnior
 







 
Untitled Document Untitled Document
UniSALESIANO salva vida de cão de rua diagnosticado com tumor agressivo
Johnny passou por cirurgia de amputação de membro e se recupera bem
 
16/10/2017 -9h10 - D.C.

Sobreviver a uma anemia e infecção generalizada provocadas por um tumor agressivo: as chances eram praticamente nulas. O cãozinho Johnny, um animal de rua com idade entre quatro e sete anos, precisava de um milagre para sobreviver. E ele aconteceu. Médicos do Hospital Veterinário do UniSALESIANO conseguiram tratar o cão e hoje ele se recupera muito bem de uma cirurgia de amputação.

Johnny foi submetido ao procedimento cirúrgico no último dia 5 e, segundo a médica veterinária responsável pela operação, Analy Ramos Mendes Ferrari, foi um sucesso. “Ele ficou estável durante todo o procedimento e fez uma transfusão de sanguínea no pós-operatório imediato. No dia seguinte estava bem, comendo, correndo e muito bem adaptado à amputação”, explicou Analy, que vai adotar o animal assim que ele se recuperar totalmente. “Me encantei pelo Johnny.”

O animal de rua chegou ao UniSALESIANO por meio da aluna do curso de Medicina Veterinária Ana Paula Moreno, de 34 anos, que tem uma clínica em Birigui. Ela contou que teve conhecimento da situação de Johnny por meio da ONG Anjo Animal, da mesma cidade. “Eles receberam esse cãozinho de uma família que o adotou há seis meses, mas não tiveram condições de cuidar depois do surgimento de uma ferida na pata direita”, explicou.

A ONG então procurou ajuda de Ana Paula, que realizou exames e detectou algo sério. “Procurei o professor Heitor, do Hospital Veterinário, que deu o laudo de neoplasia maligna. Ficamos preocupados e como a ONG não tinha condições de arcar com os custos do tratamento, decidi encaminhar o Johnny para o UniSALESIANO”, lembrou a aluna, ao ressaltar que todos se mobilizaram em ajudar o animal.

Segundo Analy, o cãozinho tinha um tumor em membro torácico direito chamado hemangiossarcoma com envolvimento ósseo. Sangrava muito, além de estar infeccionado. “Também estava caquético, o que gerou a intensa anemia e infecção generalizada”, disse.

Foi indicado como tratamento a amputação do membro. Para preparar para a cirurgia, Johnny fez uso de três antibióticos, analgésicos e três transfusões de sangue. “A anemia ainda está presente, porém melhorando aos poucos. Ele já ganhou quase um quilo em cinco dias após a cirurgia”, concluiu a médica veterinária.

 
Untitled Document
 
 
 


Untitled Document
© 2003 - 2015 | Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium - Todos os Direitos Reservados eXTReMe Tracker