Untitled Document
Untitled Document
Reitoria
Graduação
Pós-Graduação
Serviços
Biblioteca
Estrutura
Localização
Vestibular
Medicina
Jogos
Grade e Corpo Docente
Empresa Júnior
 







 
Untitled Document Untitled Document
Dieta x saúde: voluntários serão avaliados por alunas de Enfermagem
Objetivo é identificar se alimentos interferem no organismo
 
17/04/2018 - 11h - D.C.

Duas alunas do curso de Enfermagem do UniSALESIANO conseguiram reunir 42 voluntários para participarem do Trabalho de Conclusão de Curso cujo tema é “Alimentação e a Saúde”.

O objetivo da atividade é identificar se os três tipos de dietas: vegetariana, ovolactovegetariana e onívora, interferem negativa ou positivamente no organismo do ser humano.

Segunda a acadêmica Thayná Czempik, do 7º termo de Enfermagem, quem é adepto ao vegetarianismo não se alimenta de carne, ovos e leite. Já quem é ovolacto introduz o leite e o ovo na alimentação, mas não come carne. Por fim, os onívoros se alimentam de tudo.

Desde o segundo ano do curso, quando estudamos nutrição, nos interessamos em buscar conhecimento sobre as doenças que têm ligação com a alimentação. Comecei a perceber que a gente come bem errado e a ligação é muito mais forte do que pensamos”, salientou Thayná ao lado da aluna Mariana Cardoso da Silva, também do 7º termo de Enfermagem.

Para iniciar o estudo, as acadêmicas conseguiram reunir os 42 voluntários, que foram divididos em três grupos relacionados às dietas citadas acima, com 14 pessoas cada um. “Logo iremos realizar a aferição da pressão arterial e dos batimentos cardíacos. Com isso, vamos fazer a comparação e tentar descobrir se a alimentação influencia na hipertensão arterial, por exemplo”, comentou Thayná.

A ideia das alunas, futuramente, é fazer um acompanhamento mais preciso desses participantes, por meio de hemograma.

Na opinião das acadêmicas responsáveis pelo trabalho, seria interessante tirar da dieta a carne, o leite e os ovos, pois só assim a pessoa conseguirá viver de forma mais saudável. “Doenças que são consideradas ‘normais’ em determinada idade não existiriam”, comentou.

O professor responsável por acompanhar o trabalho, Fernando Fabrizzi, explica que a gordura animal é rica em gordura saturada, cujo processo do organismo para fazer a digestão aumenta os radicais livres e acelera o envelhecimento. “Todas a doenças crônicas são provenientes desses radicais livres”, frisou o professor das áreas de bioquímica, fisiologia, bioenergética e neurofisiologia dos cursos de Enfermagem, Educação Física, Nutrição e Psicologia.

As alunas pretendem divulgar o trabalho em revistas científicas e congressos da área.

 
Untitled Document
 
 
 


Untitled Document
© 2003 - 2015 | Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium - Todos os Direitos Reservados eXTReMe Tracker